A Famel está de volta!

AUTOR: Gonçalo Meira | PUBLICADO EM: 29/08/2022 | Última atualização: 24/04/2024

Aqui pode ler:

  • Os novos modelos
  • A história da Famel

Uma das marcas portuguesas de motas mais conhecidas de sempre, a Famel, está de volta com a sua produção, passados 20 anos de paragem devido a problemas financeiros.

Ainda se lembra destas motas lendárias que tantos automobilistas portugueses conduziram?

Ou melhor, chegou a ter algum dos modelos míticos da marca?

A Famel, que é o acrónimo de Fábrica de Produtos Metálicos, está sedeada em Mourisca do Vouga, Águeda, Aveiro e produziu a sua primeira mota em 1975.

A clássica XF-17. Fonte: Observador

Com os novos tempos, surgem novas oportunidades: a Famel vai lançar um novo modelo, totalmente elétrico!

O lançamento do referido modelo foi anunciado na Expomoto, no centro de congressos Exponor, em Matosinhos.

A nova mota é uma adaptação do modelo XF-17, sendo mais um modelo do passado que vem dar origem ao futuro

Assim, o modelo vai-se chamar E-XF, que contará com duas versões.

O re-fundador e CEO da marca, Joel Sousa, conta que “Foi um processo longo, porque queríamos garantir não só a qualidade do produto final, mas também a fidelidade ao modelo que encantou os fãs da marca durante décadas. Estamos muito satisfeitos com o resultado”.

 

Os novos modelos

A Famel irá então lançar a reedição do famoso modelo XF, agora com a denominação de E-XF.

Este novo modelo, 100% elétrico, vai contar com 2 versões, como já lhe dissemos:

  • A Clássica: com capacidade para 2 pessoas, cilindrada de 50 a 125cc;
  • A Café Racer: para 1 pessoa apenas, com as mesmas cilindradas da Clássica.
Fonte: Famel

Na versão de 50 cc a autonomia da bateria será de 70 quilómetros, que pode ser aumentada para 120 se instalar uma segunda bateria.

Na versão de 125 a autonomia é de 120 quilómetros, já com as duas baterias incorporadas.

Assim, percebe que estas são motas citadinas, ideais para quem circula de mota apenas em vias urbanas.

É de destacar, ainda, a possibilidade de escolher, na versão 125cc, um modelo com maior exclusividade:

  • Tem a designação de Embaixador;
  • Numerado de 1 a 300;
  • Possui detalhes únicos.

 

Os preços da E-XF estão previstos para começar nos 4.499,00€, até aos 5899,00€.

A velocidade máxima será de 100 km/h e o tempo de carga de 5 horas (até aos 100%).

O objetivo da Famel será vender a nível internacional, principalmente em países em que haja uma forte presença de portugueses: França, Luxemburgo, os PALOP, Canadá e Estados unidos da América.

 

A história da Famel

Como já referimos, a Famel começou a sua história nas motas em 1975, estava Portugal ainda em processo revolucionário.

Por aqui se vê bem o quão histórica é a marca.

No entanto, a sua origem remonta a anos anteriores.

A Famel nasceu com o propósito de produzir aros para bicicletas e motorizadas, no ano de 1949.

Em 1962 foi iniciada uma parceria com a empresa alemã Zündapp, que fornecia os motores para a produção de motas.

Mais tarde, em 1975, surge, então a XF-17, a mota mais famosa, e a mais vendida, da Famel.

Em 1997 foi lançada a Famel Eletron, uma mota que foi pioneira em termos de motores elétricos.

No entanto, no século XXI a empresa enfrentou graves problemas que levaram à paragem da produção e ao seu encerramento.

No fatídico ano de 2002, a empresa abriu oficialmente falênmcia.

Com as recentes mudanças na Famel, que está a produzir o primeiro veículo a duas rodas elétrico em Portugal, espera-se que a marca volte aos seus tempos áureos. 

Em 2014 foi anunciado o projeto de revitalização da marca, levado a cabo por Joel Sousa.

Se gosta de apoiar as produções nacionais, comprar esta nova mota será uma ótima opção, visto que terá uma mota do futuro com origem no passado.

Contrate o Seguro por dias para o seu veículo em 5 minutos

Agora é possivel fazer um seguro por dias de forma fácil e rápida, totalmente on-line, a partir de qualquer dispositivo.


Autores

autor

Gonçalo Meira

Um excelente profissional com formação em Ciências da Comunicação e um mestrado em Gestão da Comunicação e das Indústrias Criativas. A sua dedicação p... Mais sobre Gonçalo Meira

Quer receber as nossas notícias?

Estas serão enviadas para o seu e-mail para que possa ler quando quiser.

Nunca compartilharemos seu email com mais ninguém.

Eu aceito as políticas de privacidade