Guia completo da correia de distribuição

Tudo o que precisa de saber

segunda, 25 de outubro de 2021

Hoje vamos falar-lhe de uma das peças mais importantes do motor do seu automóvel: a correia de distribuição.

Para quem não possui grandes conhecimentos sobre mecânica, este artigo tem uma especial importância e merece, sem dúvida, a sua atenção.

Tal como o turbo, o catalisador, ou a embraiagem, entre outras peças importantes no seu veículo, a correia de distribuição não deve, nunca, ser negligenciada, pois poderá causar imensos danos ao seu automóvel.

Em primeiro lugar, saiba que é um elemento frágil e que sofre imenso desgaste, daí ser indispensável que tenha conhecimentos sobre esta peça.

 

O que é a correia de distribuição?

A correia de distribuição é o componente do motor que se encarrega pela sincronização das várias peças do mesmo.

Coordena os movimentos das válvulas, dos pistões e, em muitos casos, da bomba de água.

Assim, como é percetível, estes vários elementos só funcionam se a correia de distribuição estiver em perfeitas condições de operação, daí a sua importância essencial no motor.

Este componente é fabricado, normalmente, em borracha reforçada, para se obter uma maior resistência, pelos menores custos de fabrico e, também, pelo menor ruído enquanto o motor está em funcionamento.

 

Como é constituída a correia de distribuição?

A correia de distribuição é constituída por 3 elementos:

  • A correia dentada.
  • A bomba de água.
  • O tensor.

 

A correia dentada sincroniza os movimentos do motor automóvel.

Por sua vez, a bomba de água tem a tarefa de circular o líquido de arrefecimento, encarregue de segurar que a temperatura do motor se encontra nos níveis corretos, perto dos 90ºC.

O tensor, para concluir, cumpre a função de, tal como o nome indica, gerar uma tensão na correia, para que esta se mantenha alinhada e, assim, assegure o funcionamento das restantes roldanas.

 

Quando deve ser substituída a correia de distribuição

Normalmente, o tempo estimado de duração das correias de distribuição encontra-se entre os 100 e 160 mil quilómetros, pelo que, após ultrapassar estes valores, é recomendável que a substitua.

Contudo, a manutenção destas varia consoante cada fabricante (e o intervalo de valores é considerável), portanto, se pretende saber com precisão quando deve proceder à sua troca, deve consultar o manual de instruções do seu automóvel.

Ao mesmo tempo, além do número de quilómetros, existem um série de “sintomas”, que indicam que deverá, de facto, substituir a correia de distribuição.

A passagem dos anos é um deles: mesmo que não utilize o seu automóvel com muita regularidade, com o tempo este componente vai sofrendo uma degradação progressiva e, assim, deve substituí-la a cada 5 anos.

 

Sintomas do mau funcionamento da correia de distribuição

Atente nos seguintes sinais, poderão ser bastante úteis a identificar eventuais avarias e, assim, mais rápida e eficazmente se resolve o problema.

 

Ruído à volta do motor

Este sintoma será menos comum, em comparação com outros que vamos apresentar de seguida, no entanto, merece a sua atenção.

Se o motor está a produzir um barulho diferente do que é normal, repetidamente, poderá ser devido ao mau estado da correia de distribuição.

 

O carro não arranca com tanta facilidade

Se das últimas vezes que ligou o carro sentiu que o arranque custou mais que o normal, deverá ser porque a correia de distribuição tem de ser substituída.

Convém dirigir-se à sua oficina mecânica de confiança para avaliar a situação.

 

Danos na correia de distribuição

De facto, a forma mais fácil de saber se a sua correia de distribuição está danificada e precisa de substituição é analisá-la.

Acreditamos que nem todas as pessoas o saibam fazer, mas aqui fica o que precisa de saber verificar:

  • Desgaste excessivo na correia.
  • Possíveis rachas nas partes dentadas.
  • Certos fragmentos estiverem mais claros que outros.

 

Motor com vibrações 

Caso a correia de distribuição esteja em mau estado, é bastante provável que vá sentir vibrações estranhas no motor, até quando o seu automóvel está parado (mas a trabalhar).

Muito cuidado: poderá estar a danificar outras partes do motor do seu carro, como os pistões e as válvulas.

 

Eventuais consequências de não substituir a correia de distribuição

Como temos vindo a realçar até aqui, é muito importante que substitua a correia de distribuição quando, pelos vários motivos apresentados, chegar a altura.

Os preços de uma correia de distribuição variam entre os 15 e 75 euros, podendo atingir valores mais elevados consoante a cilindrada do automóvel em questão.

Caso não proceda à substituição em tempo útil, devemos avisar-lhe que poderá estar a causar danos muito graves ao seu motor, com preços de arranjo muitíssimo superiores.

Numa situação extrema, o motor pode, inclusiva, rebentar.

Por fim, saiba que apenas um mecânico profissional sabe fazer esta troca, pelo que o conselho da Seguropordias.pt é que se dirija à sua oficina de confiança.

 

Contrate o Seguro por dias para o seu veículo em 5 minutos

Agora é possivel fazer um seguro por dias de forma fácil e rápida, totalmente on-line, a partir de qualquer dispositivo.


Quer receber as nossas notícias?

Estas serão enviadas para o seu e-mail para que possa ler quando quiser.

Nunca compartilharemos seu email com mais ninguém.

Eu aceito as políticas de privacidade