5 mitos automóveis desmitificados

Quantas vezes já ouviu falar deles?

sexta, 16 de setembro de 2022

A maioria das pessoas que circulam na estrada já ouviram, por certo, algum mito relacionado com carros.

Na verdade, sempre fomos habituados a ouvir lendas que existem na indústria automóvel. 

Seja em conversa com um familiar ou amigo, a ouvir a conversa de outras duas pessoas em público, algum anúncio publicitário, o que seja.

Mitos relacionados com a forma de conduzir, com a manutenção do veículo, e até como fazemos a sua lavagem.

Desta forma, a Seguropordias.pt pretende esclarecer os seus leitores, para que tome sempre as melhores decisões com o seu carro.

Vamos ver quantos destes já ouviu falar e se sabe, realmente, a veracidade das histórias.

 

Acabar com os mitos da indústria automóvel

 

A caixa manual funciona melhor que a caixa automática

Um dos mitos mais ouvidos de sempre, senão mesmo o mais ouvido.

Mas será que a caixa manual é mesmo mais eficiente que a caixa automática?

A realidade é que a tecnologia dos automóveis tem vindo a desenvolver-se imenso ao longo dos anos, agora cada vez mais com os veículos híbridos e 100% elétricos.

Por isso, regista-se uma mudança de paradigma.

Ainda existem muitas pessoas que acham que, por controlar manualmente as velocidades do carro, a sua condução vai ser mais eficiente, nomeadamente em termos de consumo.

No entanto, as novas caixas automáticas, que inclusive já possuem até 8 velocidades, permitem distribuir muito melhor a potência do motor de um carro.

Assim sendo, trata-se de um mito quando se diz a caixa manual funciona melhor que a automática.

 

É mais provável um carro elétrico arder por causa da bateria

Desde que os automóveis amigos do ambiente chegaram ao mercado que ouvimos este mito.

Aliás, por serem ainda uma novidade recente, é natural que gerem mais polémica e apareçam com maior frequência nas notícias quando alguma tragédia acontece.

O mito diz que é mais provável um carro movido a energia elétrica arder do que um automóvel convencional a diesel ou gasolina, devido às suas baterias de iões de lítio.

Começando pelas referidas baterias, estas são, de facto, inflamáveis, por exemplo em caso de acidente.

No entanto, a gasolina ou o gasóleo são, na verdade, bastante mais inflamáveis.

Aliás, em caso de incêndio, é possível que haja uma explosão grande e muito perigosa.

Por sua vez, uma bateria vai precisar de algum tempo para começar a arder.

Desta forma, é um mito que os carros elétricos tenham mais probabilidade de arder em relação a um carro com motor de combustíveis fósseis.

Os vidros escurecidos ajudam a diminuir o calor no interior do carro

Existem imensos automobilistas que têm preferência por colocar vidros escuros (“fumados”) no seu automóvel.

Será que tal tem alguma influência para lá da parte estética?

A verdade é que existem vantagens:

  • Diminuem o impacto da luz e da radiação solar;
  • Com isso, conseguem baixar a temperatura no carro em cerca de 20%;
  • A deterioração do interior carro devido à exposição ao sol é menor.

Desta forma, é verdade que os vidros escuros diminuem o calor no interior do carro, não se tratando, portanto, de um mito.

 

Os combustíveis low cost danificam o estado do motor 

Um dos mitos mais conhecidos entre os automobilistas: atestar o carro numa gasolineira de marca branca pode fazer mal ao motor do automóvel.

Será mesmo assim?

A verdade é que os preços são mais baixos nestes postos e, daí, não é de estranhar que muitos condutores escolham esta opção, a fim de poupar dinheiro na condução.

A associação da defesa dos consumidos, DECO, fez um estudo que compara os combustíveis de vários postos, como a Galp, Jumbo e Intermarché e, de facto, não encontrou diferenças significativas entre estes.

Além disso, qualquer empresa que queira vender combustíveis no nosso país, tem que cumprir toda a legislação e normas vigentes em relação à qualidade do produto.

Desta forma, trata-se de um mito afirmar que os combustíveis low cost danificam o estado do motor.

 

O ar condicionado consome mais do que as janelas abertas

Por fim, um dos mitos que se ouve com bastante regularidade, com o objetivo de poupar combustível durante a viagem.

Será mito ou realidade?

A resposta é depende, da velocidade a que o veículo circula.

Se estiver a conduzir a uma velocidade inferior a 90 km/h, o veículo vai consumir menos se abrir os vidros.

Por outro lado, com uma velocidade superior aos 90 km/h, o consumo vai baixar se fechar os vidros e ligar o ar condicionado.

Com as janelas abertas a uma velocidade perto dos 120 km/h, o ar vai fazer efeito de arrasto sobre o carro e o carro vai sofrer mais atrito quanto mais rápido estiver.

Desta forma, não se trata de um mito a afirmação do título, mas para ser verdade tem que se prestar atenção ao contexto.

Esperamos ter ajudado a resolver alguma das suas dúvidas em relação aos mitos da estrada e da indústria automóvel.

O conselho da Seguropordias.pt é que confirme sempre o que ouve antes de tomar uma decisão em relação ao seu veículo.

Contrate o Seguro por dias para o seu veículo em 5 minutos

Agora é possivel fazer um seguro por dias de forma fácil e rápida, totalmente on-line, a partir de qualquer dispositivo.


Quer receber as nossas notícias?

Estas serão enviadas para o seu e-mail para que possa ler quando quiser.

Nunca compartilharemos seu email com mais ninguém.

Eu aceito as políticas de privacidade