Tipos de radar em Portugal

Os dois sistemas em território nacional

segunda, 8 de março de 2021

Se tem carta de condução já deve ter ouvido falar, certamente, dos radares em Portugal.

Espalhados por todo o território nacional, provavelmente até conhece alguém que já terá sido multado através destes dispositivos.

Existem estradas em que o aviso de radar está presente, mas tal não é regra, pelo que a Seguropordias.pt aconselha toda a atenção à velocidade a que circula, para sua proteção e de todas as pessoas.

A Polícia de Segurança Pública e a Guarda Nacional Republicana, através das suas divisões de trânsito, montam regularmente operações com vista à segurança rodoviária e ao controlo dos infractores.

Embora existam duas categorias distintas, o objetivo do radar é sempre o mesmo: recolher a informação da velocidade instantânea que um carro passa num determinado local estabelecido.

Todos eles possuem a sua tolerância e margem de erro.

 

Os radares fixos

Este tipo de radar está montado num pórtico ou outra estrutura idêntica, bem visível a todos os condutores.

Por lei, os radares fixos têm de estar assinalados com um aviso, para que quem vai na estrada saiba que terá um dispositivo de controlo de velocidade à sua frente.

Um exemplo destes radares são os SINCRO (abordados no artigo Radares fixos - hiperligação).

Funcionam por ondas electromagnéticas, que permitem o cálculo da velocidade dos veículos que estão a circular pela zona controlada.

Quando um carro passa em excesso de velocidade, é captada uma fotografia que prova a infração, com a matrícula patente.

 

Os radares móveis

Os radares móveis não possuem a obrigação de estarem identificados ou sinalizados onde se encontram.

Pelo contrário, na maior parte dos casos, encontram-se invisíveis, aos olhos dos condutores, que não se apercebem da localização dos mesmos. 

Por sua vez, a o controlo neste tipo de radares produz-se pela emissão de microondas.

Quando um automóvel circula pela zona onde se encontra o dispositivo, o sinal é interrompido e, neste tempo, o radar calcula a velocidade do veículo.

Dentro desta categoria, existe, também, um modelo bastante conhecido – O radar LiDAR, que utiliza ondas laser mas possui um princípio de funcionamento semelhante aos restantes radares.

É disparado um laser pelo agente da autoridade, e quando um carro passa pela zona controlada, o sinal é refletido e capturado pela pistola.

A contagem do tempo é interrompida, e faz-se o cálculo da variação de distância naquele determinado intervalo de tempo.

Desta forma, é detetada a velocidade a que o veículo circulava.

 

 

Cada radar está programado para controlar a velocidade no local onde se encontra, como é óbvio, podendo multar em alguns casos a partir dos 120 km/h, nas auto estradas, tal como a partir dos 50 km/h, dentro das localidades.

A PSP partilha no seu site, ao início de cada mês, informação sobre a localização dos seus radares móveis nos vários distritos em Portugal.

Assim, a Seguropordias.pt pretende sensibilizar os condutores portugueses, para terem todos os cuidados e segurança na estrada.

 

Contrate o Seguro por dias para o seu veículo em 5 minutos

Agora é possivel fazer um seguro por dias de forma fácil e rápida, totalmente on-line, a partir de qualquer dispositivo.


Quer receber as nossas notícias?

Estas serão enviadas para o seu e-mail para que possa ler quando quiser.

Nunca compartilharemos seu email com mais ninguém.

Eu aceito as políticas de privacidade