As principais causas de acidente no nosso país

Sabe quais são?

segunda, 19 de julho de 2021

Os acidentes de trânsito são a principal causa de morte de crianças e jovens em todo o mundo. 

Além disso, 26% das mortes que ocorrem globalmente são pedestres e ciclistas que morrem nas estradas.

Os dados, embora alterem um pouco com os anos, são sempre preocupantes.

Nos primeiros seis meses de 2021, registaram-se 11.815 acidentes com vítimas , em Portugal Continental, resultando 13.568 feridos leves, 837 feridos graves e, ainda, 140 vítimas mortais, segundo a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária.

Devemos todos agir para a segurança na estrada e, assim, procurar baixar os números apresentados.

Conduzir com precaução e atenção a todos os elementos que nos rodeiam são dois aspetos fundamentais para a segurança.

Além disso, nunca se esqueça, mais vale perder um minuto na vida do que a vida num minuto.

 

Os tipos acidentes mais comuns em Portugal

No nosso país, tal como um pouco por todo o mundo, a colisão (choque entre dois ou mais veículos) foi o tipo de acidente que mais se verificou (52,39 dos acidentes com vítimas), mas foi causador de “apenas” 35,7% das vítimas mortais.

O despiste, por outro lado, foi o tipo de acidente que mais mortes causou no período em questão, cerca de 49,3% , e, ainda, mais feridos graves (43,5%).

Estes valores, acima referidos, e outros, podem ser consultados online no Relatório de julho da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária.

O despiste com transposição do dispositivo de retenção lateral é o tipo de acidente que possui o maior índice de gravidade. 

O maior número de acidentes costuma ocorrer entre as 12h e as 18h, fora da hora de ponta, enquanto os acidentes com maior gravidade aconteceram entre este período e 18h-21h. 

A faixa etária onde se registam mais acidentes é a dos 20-29 anos. 

Além do referido, cerca de 270 mil condutores perderam pontos na sua carta de condução até junho de 2021. 

As causas dos acidentes em Portugal

 

Excesso de velocidade

Este já esperava, não?

De facto, o excesso de velocidade é o maior causador de acidentes, pois faz com que os condutores percam o controlo do seu veículo.

Nos primeiros seis meses do ano de 2021 registaram-se mais de 300 mil infrações de velocidade.

Por isso, a Seguropordias.pt aconselha sempre os condutores a respeitarem a velocidade máxima permitida por lei da estrada onde circulam.

 

Condução sob efeito de álcool

O álcool é um dos principais causadores de acidentes, e muitas vezes graves, nas estradas.

Sabe quais os efeitos das bebidas alcoólicas num condutor ?

Se bebeu, não conduza!

Além da sonolência, a sua perceção da estrada e a alteração do seu estado serão poderosos inimigos na condução. 

Nunca esqueça: ao conduzir em estado de embriaguez está a colocar não só a sua vida em risco, mas também a das pessoas que estão consigo no veículo, bem como a dos outros na estrada.

 

Uso do telemóvel

Olhar para o telemóvel enquanto o seguramos na mão é, de facto, perigosíssimo enquanto se conduz.

Perde-se concentração e, claro está, a visão da estrada. 

Não o faça! 

Por este motivo, as marcas cada vez mais desenvolvem a tecnologia dos seus carros, para que não tenha de tirar as mãos do volante nem os olhos da estrada em caso de receber uma chamada telefónica.

 

Falta de manutenção do veículo

Pneus muito gastos, travões em más condições, direção desalinhada e suspensões com mau amortecimento podem tornar-se, igualmente, perigosos inimigos durante a condução.

Cuide regularmente do seu automóvel, é essencial para a segurança na estrada e para a que o tenha por muitos anos sem avarias.

Conduzir sem cinto de segurança

Conduzir sem o cinto de segurança por si só, à partida, não é causador de acidentes, no entanto, este dispositivo pode salvar-lhe a vida em caso de ter um.

Não facilite, use sempre o cinto de segurança!

 

Contrate o Seguro por dias para o seu veículo em 5 minutos

Agora é possivel fazer um seguro por dias de forma fácil e rápida, totalmente on-line, a partir de qualquer dispositivo.


Quer receber as nossas notícias?

Estas serão enviadas para o seu e-mail para que possa ler quando quiser.

Nunca compartilharemos seu email com mais ninguém.

Eu aceito as políticas de privacidade